Biologia das Pragas

My Image
My Image
My Image

Baratas


Existem cerca de 3.500 espécies desses insetos de hábitos noturnos, que vive em ambientes quentes e úmidos com fácil acesso a água. Alimentam-se  tanto de vegetais quanto de animais. Escondem-se em engradados, caixas e sacos, sendo levadas de um lugar a outro onde que que haja alimentos guardados.


Periplaneta Americana (conhecida como barata de esgoto), são encontradas em caixas de esgoto, gorduras e usam os ralos como acesso ao imóvel. O seu extermínio é feito através de Aplicação Líquida nos locais acima citados e nos rodapés.

Blatella germânica (conhecida como francesinha ou barata doméstica), são encontradas em locais úmidos e quentes. Cozinhas e restaurantes oferecem estas condições necessárias à sua sobrevivência e proliferação. O seu extermínio é feito através de Aplicação Líquida (esta só será necessária se for constatada alta infestação por este tipo de barata) ou Aplicação em Gel (locais de baixa infestação).


Riscos e prejuízos


As baratas são responsáveis pelo tranporte de bactérias e micróbios e são, potencialmente transmissoras de doenças em especial as Salmonellas, causadoras de “desinterias”. Entre as cemtemas de microorganismos já registrados nas baratas esta o Mycobacterium Lepre, causador da Lepra.


Formigas


Existem aproximadamente 18.000 espécies de formigas, que organizam-se em comunidade de maneira diferenciada para cada espécie e fazem ninho no solo, toco das árvores, morrões de cercas, troncos caídos ou dentro de casas. Picam , mordem e exalam substâncias mal cheirosas para se defenderem. Organiza-se em colônia, com a presença de rainhas, machos e operários. Seu extermínio é feito de acordo com as características apresentadas e locais onde estão abrigadas. É preciso sempre lembrar que para se conseguir o extermínio de 99% devemos descubrir os ninhos.


Riscos e prejuízos


As formigas são insetos de pequeno porte, mas alto poder destrutivo. São capazes de desfolhar rapidamente  um arbusto e de transportarem as mais diversas iguarias, além de construírem seus formigueiros nos mais diversos ambientes desde o jardim até soleiras de portas. Em hospitais, estudos indicam que as formigas são precursoras de infecções hospitalares. Já na parte de eletrônicos as formigas formam verdadeiras colônias dentro de videocassete, aparelhos de TV e até mesmo computadores e impressoras.





Escorpiões


Esses animais são de hábito noturno. Vivem no deserto e matas, sobre pedras ou fendas de árvores, até mesmo em buracos na neve. Invadem facilmente as casas, onde encontram um ambiente de escuridão e umidade propício. Cada fêmea pode gerar até 25 filhotes, por ninhada. Em vida livre, os escorpiões podem atingir até 04 anos.

Tityus serrulatus – Escorpião Amarelo: é a espécie mais numerosa do Brasil. Tem o corpo amarelo  e mede até 7 cm de comprimento. Nesta espécie só existem fêmeas, que com um ano já começam a reproduzir. 

Tityus bahiensis – Escorpião Preto: espécie típica das regiões urbanas exibe mancha pelo corpo, não tem serrilha na calda e mede até 5 cm de comprimento. Nesta espécie há os dois sexos. Nos mais jovens a calda apresenta pequenas listras mais claras também marrons.

O seu extermínio é feito com Aplicação Líquida (específico para escorpiões), não tem cheiro e não mancha.


Riscos e prejuízos


O efeito da ferroada depende basicamente da espécie de escorpião. A ferroada de muitas é dolorosa e usualmente acompanhada de inchaço local e perda de pigmento, mas não é perigosa.. Entretanto deve-se levar em conta que para chegar a fatalidade é necessário a presença de diversos fatores como: idade, peso, etc.


Cupins


Com mais de 2.000 espécies, os cupins são insetos de coloração esbranquiçada, que vivem numa sociedade ou colônia de castas muito bem organizadas, com cerca de 4.000 indivíduos e dividida em grupos com funções definidas, como rei, rainha e ninfas. As castas, por sua vez, classificam-se em:


  • Reprodutoras: rainha e rei, elementos chave de qualquer tipo de colônia. São responsáveis pela reprodução. Desenvolvem asas e órgãos sexuais. A rainha vive de 25 a 50 anos, produzindo, a cada ano, milhares de ovos com 3mm de comprimento, que ficam incubados por duas semanas sob os cuidados dos cupins operários.
  • Operários: São estéreis e cegos e responsáveis pela segurança da rainha e dos ovos. Ávidos por celulose – alimento básico para toda a colônia, trabalham 24 horas por dia, perfurando madeiras, tornando seu trabalho invisível para o homem.
  • Soldados: Geneticamente programados para defender a colônia dos inimigos, em especial das formigas, adquirem uma blindagem na cabeça e grandes e fortes mandíbulas.





Riscos e prejuízos


Uma das pragas mais destrutivas da madeira e seus derivados. Comem as partes internas de vigas, caixilhos, assoalhos e traves e freqüentemente constroem túneis sobre ou através de alicerces a fim de atingir as partes de madeira ou derivados da construção. São capazes de desabar telhados inteiros. Podem infestar todas as tubulações elétricas causando curtos e até incêndios.


Roedores


Os roedores pertencem a Classe do mamíferos, compondo a Ordem Rodenta, que contém mais de 3.000 espécies. Três espécies urbanas são encontradas no Brasil:


Rattus norvegicus (ratazana ou rato de esgoto): habita o solo (terrestre) com característica extradomiciliar. Dotado de habilidades para escavar, nadar e roer podendo girar em torno se seu ninho até 40 metros. Abrigam tocas e galerias no subsolo, na beira de rios, córregos e lixões. Alimenta-se até 30g/dia de lixo orgânico, cereais, raízes e carne e consome até 30ml/dia de água.

Rattus rattus (tato de telhado ou rato preto): habita acima do solo, com característica intra e extradomiciliar. Dotado de habilidades para escalar, equilibrar-se e roer podendo explorar em torno de seu ninho até de 60 metros. Habita o forro das casas, depósitos e armazéns. Costuma ser encontrado nas proximidades de áreas portuárias. Alimenta-se até 30g/dia de legumes, frutas, cereais, raízes e pequenos insetos e consome água até 30ml/dia.

Mus musculus (camundongos): habita o solo e também partes superiores, com caracteréstica intradomiciliar. Dotado de habilidade como escalar e roer pode explorar em torno de seu ninho até 9 metros. Constrói em móveis, despensas, gabinetes de cozinha e qualquer orifício capaz de acomoda-lo. Alimenta-se até 3g/dia de cereais, pão queijo e seu cosumo de água é inexpressivo.


Traças


Se alimentam de papéis e roupas. São encontradas principalmente em guarda-roupas e armários onde ficam livros. Seu extermínio é feito com Aplicação Líquida em todo o ambiente, inclusive dentro dos armários citados acima.


Medidas à serem tomadas no dia da Aplicação. Compare com a Lista de produtos Abaixo:


Produtos de numeração 1, 2 e 3 – Caracterizados pelo cheiro forte, nas aplicações com estes inseticidas é necessário ficar fora do ambiente desinsetizado por pelo menos 04 (quatro) horas. Se for constatado a presença de insetos nos  armários estes terão que ser esvaziados, para aplicação dentro deles.


Produtos de numeração 4, 5, 6, 7 e 8 – Estes produtos são inodoros, podem ser aplicados em qualquer horário.



Produtos Utilizados

PRODUTOS UTILIZADOS PARA CONTROLE AMBIENTAL



Nome: Cymperator                                     01

Grupo Químico: Piretróide

Princípio Ativo: Cipermetrina

Classe: Inseticida

Fabricante: Syngenta

Registro no Ministério da Saúde:

3.0119.0037.001-9


Nome: Responsar SC 1,25 SP                    02

Grupo Químico: Piretróide

Princípio Ativo: Deltamethrin

Classe: III

Fabricante: Bayer S.A

Registro do Ministério da Saúde:

21000.010926/1001-72

Nome: Icon 10 PM                                     03

Grupo Químico: Piretróide

Princípio Ativo: Labda-Cylothrin

Classe: II

Fabricante: Zeneca Brasil Ltda.

Registro no Ministério da Saúde:

3.0119.0032.001-1


Nome: Rodilon Blocos/Pellets                   04

Grupo Químico: Composto de Ação Coagulante

Princípio Ativo: Difethialone

Classe: Raticida

Fabricante: Bayer

Registro no Ministério da Saúde:

3.0043.0076.002-6


Nome: Demand 2,5 CS                              05

Grupo Químico: Piretróide

Princípio Ativo: Lambdacialotrina

Classe: Inseticida Microencapsulado

Fabricante: Zeneca do Brasil

Registro no Ministério da Saúde:

3.0119.6626.01-7


Nome: Klerat                                              06

Grupo Químico: Hidroxicumarinas

Princípio Ativo: Brodifacoum.

Classe: III

Fabricante: Zeneca Brasil Ltda.

Registro no Ministério da Saúde:

3.0119.0024.002-7


Nome: Max Force Gold                             07

Grupo Químico: Fenil Pirazol

Princípio Ativo: Fipronil

Classe: Gel Inseticida

Fabricante: Bayer

Registro no Ministério da Saúde:

3.1976.0053.001-04

Nome: Termidor 25 CE                             08

Grupo Químico: Fenil Pirezol

Princípio Ativo: Fipronil

Classe: Inseticida

Fabricante: Aventis

Registro no Ministério da Saúde:

1976.0004.001-7



  • EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPI)


Seguir as recomendações de rotina e dos fabricantes quanto aos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) utilizados na aplicação de praguicidas em Saúde Pública, ou seja, protegendo-se de durante as aplicações com boné impermeável ou capacete, respirador com filtro para gases tóxicos, óculos de proteção, macacão ou avental, botas impermeáveis e luvas quando do preparo da calda, são procedimentos indispensáveis e obrigatórios.



My Image
My Image

Envie sua Mensagem

Utilize o formulário abaixo para enviar sua dúvida ou pedido de orçamento. Retornaremos o mais breve possível!